Agenda

Lançamento do EP Pássaro Preso, da artista multimeios Silvana Leal e o músico do argentino Billy Shears em todas as plataformas digitais.

CAPAFINAL_EP_PASSAROPRESO.jpg

Para acessar o link do Clip Oficial Pássaro Preso, click aqui

Para acessar a Live de Lançamento do clip, click aqui

Para acessar o link com o o EP completo click aqui

 

O mês de outubro de 2021 iniciou cheio de novidades no Ateliê Casa das Ideias! A primeira delas é que no dia 09,  estreou no canal do YouTube do Ateliê Casa das Ideias e no Portal Elas por Elas – Mulheres na Música Catarinense o CLIP OFICIAL Pássaro Preso, da artista Silvana Leal e do músico argentino Billy Shears. Este trabalho é o resultado da proposta de residência artística do músico no Ateliê e nasceu do encontro entre sua música e a poesia de Silvana, orientadora criativa do Programa de Residência Artística. O resultado é a criação do álbum audiovisual Pássaro Preso.

 

O lançamento do EP Pássaro Preso veio acompanhado de uma live com os artistas que participaram do clip e será transmitida simultaneamente pelo canal do YouTube do Ateliê Casa das Ideias e o Portal Elas por Elas - Mulheres na Música Catarinense. Aproveite, se inscreva em ambos os canais, ative o sininho para receber as notificações. Além do lançamento do clip no canal do YouTube o EP já está em todas as plataformas digitais pelo selo argentino   La Siesta del Fauno Records.

O álbum Pássaro Preso é uma obra audiovisual cujo o conceito visa o experimento de linguagens. Sem uma predefinição de gênero musical é uma música híbrida composta pela palavra ritmada, sons de piano elétrico e sintetizadores. Aqui o lugar da poesia não está no canto, mas na função sonora das palavras. O álbum nasceu dos encontros performáticos e  poéticos, entre a artista multimeios Silvana Leal (brasileira) e o músico Billy Shears (argentino). O tema principal do disco, reflete o sentimento comum a todos nós no atual momento da humanidade. Um disco cheio de metalinguagem evidencia o tema da liberdade como ponto crucial na Era de Aquarius.

 

Sobre a experiência da residência artística no Ateliê Casa das Ideias nas palavras do músico Billy Shears são: “a coisa mais extravagante que tive que fazer musicalmente, a extravagância do raro. Duas coisas que nunca havia mesclado, música e poesia falada, um pretexto para pegar a direção do pássaro preso e transformar em algo livre. Quando iniciei o trabalho não tinha me dado conta da sua dimensão, mas de certa forma sabia o que eu estava procurando, eu tinha uma leve ideia, mas não imaginava o que eu ia encontrar. O jeito da fala, a pronuncia, a rítmica, a dicção e o jogo feito com as palavras; a palavra como som, como instrumento eu nunca havia enxergado assim, e então a fala colocou a música num outro lugar, chegou o novo para mim”.

 

Embora o poema tenha sido composto antes da pandemia, toda a edição do clip se deu durante o confinamento e segundo a artista Silvana Leal criadora do personagem pássaro preso:  “quando me vi na Pandemia do dia para à noite, me dei conta de que este personagem somos todos nós, ele representa nosso sentimento de confinamento, estamos todos presos em nossa casa e presos por nossa própria imagem, uma imagem que pensamos vir de fora, mas me pergunto se ela não é o reflexo de nossos medos, a pandemia amplificou nossos temores e a sensação de um muro a nossa volta se intensificou”.

 

O clip Pássaro Preso é resultado do trabalho multimeios de Silvana Leal, na qual a artista se utiliza de várias linguagens que fazem parte de todo o seu processo criativo. Inicia com o poema Pássaro Preso escrito por ela e transformado em música por Billly Shears, em seguida a mesma transforma em linguagem audiovisual. Ela assina a direção e o roteiro e ainda realiza desde a direção de arte até a edição e finalização do Clip, que conta com a participação especial da artista Joana Brum interpretando o personagem Pássaro Preso. Ela participa também da construção do figurino e da assistência de produção. A direção de fotografia é do fotógrafo Leonardo Almada, parceiro de vários trabalhos audiovisuais de Silvana. As máscaras dos personagens foram elaboradas a partir de laboratórios criativos que a artista propõe no ateliê, participaram deste laboratório os artistas Marcello Carpes e João da Silva. O álbum foi mixado por Lucas Romeo e Billy Shears e masterizado por Pablo Gil, no estúdio Siesta del Fauno, em Buenos Aires.

 

Confira abaixo o poema:

 

Pássaro Preso

Poema: Silvana Leal

Música: Billy Shears (Guillermo Costa)

 

das noites em claro

dos dias nebulosos

dos distanciamentos

apenas a certeza do amor

que busca refletir urgências

 

na profusão de tantos desejos

e que de tantos, estes violam a calmaria

nós ao menos buscamos um pacto de transparência

isso surge para salvar nossos corações inquietos

 

eu preciso ir além do muro, material bruto

que surge de um sistema bruto

selvagem que é

 

eu amanheço pássaro preso

mas me liberto no espaço vazio

para em seguida recompor-me no azul

 

o espírito atravessa vicissitudes

vai em busca de camadas espessas

que o tornem ainda mais transcendentes

 

a poesia atravessa toda a margem

o som que vem de ti me penetra

e eu componho contigo

uma canção em silêncio

eu amanheço pássaro preso...

eu preciso ir além do muro...

Still de clip oficial Pássaro Preso
Still de clip oficial Pássaro Preso

Personagem Mulher pássaro, interpretado pela artista Silvana Leal

press to zoom
Sttil do clip oficial Pássaro Preso
Sttil do clip oficial Pássaro Preso

personagem mulher pássaro - intérprete criadora: Silvana Leal

press to zoom
Still clip Pássaro Preso
Still clip Pássaro Preso

A personagem Mulher- Pássaro, criada e interpretada pela artista Silvana Leal

press to zoom

O Ateliê Casa das Ideias lança neste Natal, o terceiro vídeoclip do EP Pássaro Preso do músico Billy Shears e da artista multimeios Silvana Leal.

ESPAÇAMENTOLIRICO4_capa.jpg

Lançamento do videoclipe Morrer pela Boca, segundo single do EP Pássaro Preso, lançado pelo Ateliê Casa das Ideias.

MORRERPELABOCA_DIVULGAÇÃO_WEB (2).jpg

Para acessar o lançamento do clip Espaçamento Lírico do Eu Profano, click aqui 

No dia 25 de dezembro de 2021, às 21h o Ateliê Casa das Ideias, presenteia seu público com o Lançamento o Videoclip Esçamento Lírico do Eu Profano, no seu Canal do Youtube.  Este é o terceiro single do álbum audiovisual Pássaro Preso da artista multimeios Silvana Leal e o músico argentino Billy Shears. Este trabalho é o resultado da proposta de residência artística do músico no Ateliê Casa das Ideias, em 2018 e nasceu do encontro entre sua música e a poesia da artista Silvana, orientadora criativa do Programa de Residência. O resultado desta terceira edição foi a criação do álbum audiovisual Pássaro Preso. Aproveite se inscreva no nosso canal ative o sininho para receber as notificações.

 

O clip Espaçamento Lírico do Eu Profano conta com concepção, direção, performance e edição de @silvanalealartista, direção de fotografia do cineasta @Felipe Vernize e ainda com a participação de @Giovanna Morelato e o misterioso personagem “o homem fios de afeto”. Os desenhos são do cartunista brasiliense Racsow. Inspirada pelos quadrinhos eróticos do grande italiano Milo manara, Silvana cria uma linguagem inusitada que faz uso de desenhos, performances, fotografias e vídeo.

 

Gravado em 2018, Espaçamento Lírico do Eu Profano é um poema que coloca a palavra “corpo” como centro metalinguístico e objeto de desejo da autora, palavras sedutoras são pronunciadas pela figura da poeta que coloca o corpo a serviço da poesia, através da performance. O lirismo como um movimento profano e sedutor no centro de uma liberdade de linguagem que faz com que a poesia sonhe ser ela mesma, um movimento libertário. Aqui os dois poemas se interpõe tanto na escrita quanto na fala, um poema entra dentro do outro como se houvessem duas falas. A sedução encontra-se na interpenetração das palavras em movimento através da música gerando sensações e amplificando os sentidos.  O ouvinte é seduzido a deglutir o poema-enigma, palavra por palavra numa rítmica que seduz não só o corpo, como o espírito.

 

O EP Pássaro Preso já está em todas as plataformas digitais pelo selo argentino @lasiestadelfaunorecords. Escolha sua plataforma de preferência!

 

Para acessar o lançamento do clip Morrer pela Boca, click aqui 

Para acessar a live de lançamento do clip, click aqui

 

No dia 21 de novembro de 2021, às 20h o Ateliê Casa das Ideias, lançou em seu Canal do YouTube, o Videoclip Morrer pela Boca.  Este é o segundo single do álbum audiovisual Pássaro Preso da artista multimeios Silvana Leal e o músico argentino Billy Shears. Após o lançamento a diretora do videoclip Silvana Leal recebeu em uma live para bate papo sobre o processo criativo, o músico  e a protagonista do clip Giovanna Morelato.

 

O clip Morrer pela Boca conta com a direção de fotografia do cineasta Felipe Vernizzi e ainda com a atuação de Giovanna Morelato, interpretando o personagem a Fada Molusca, criado por Silvana Leal. A criação desse personagem se deu a partir das sessões criativas dentro do Programa de Consciência Criativa no Ateliê Casa das Ideias.

 

Gravado em 2018, Morrer pela Boca é um poema que tem o silêncio como tema principal. A personagem reflete sobre a importância do silêncio como via de maturação do mundo emocional de uma pessoa. Maturar a emoção por meio do silêncio para alcançar um grau de elevação espiritual. O mar aparece como elemento transcendente e a natureza ganha sua importância primordial.

 

Silvana faz referência ao poeta americano Gary Snyder, através de uma citação de um trecho do texto do poeta, extraído do livro Re-habitar (Açougue Editorial) e que conta com a brilhante tradução e apresentação da poeta Luci Collin. A citação é uma homenagem da artista a um dos mais influentes poetas e pensadores da geração Beat surgido nos Estados Unidos. “Precursor na divulgação do pensamento ecológico, da filosofia Zen-budisda no ocidente e da valorização das culturas ameríndias, Gary Snyder é uma das figuras mais instigantes da cultura americana do século XX”.

 

Abaixo confira o poema que será lançado no clip:

 

Elevo ao céu meu amor ao mar

O mar move meus pensamentos

secretos

Aqui o silêncio me habita

sem que eu me debata

em gritos,

inúteis

A maré cheia engole até os pensamentos

abstratos

A primavera chegou chuvosa limpando

os parasitismos

do inverno

“eu quero sugerir que a linguagem, a mente

e o pensamento são de alguma forma, também

um produto de profundas pressões, como a pedra

e que os processos geológicos e mentais são análogos”

Eu morri pela boca ao proferir

palavras mortais

Eu aprendi com o silêncio a proteger-me

das minhas mazelas

Eu emprenhei de uma consciência onde o silêncio

tem resguardado dos meus mistérios

Eu não prescindo da boca

eu existo pela escrita

Morri pela boca ao proferir

Palavras mortais

Morri pela boca

 

poema: Silvana leal

*citação Gary Snyder, tradução Luci Collin

Still do videoclip Morrer pela Boca
Still do videoclip Morrer pela Boca

Intérprete Criadora: Giovanna Morelato

press to zoom
Still do videoclip Morrer pela Boca
Still do videoclip Morrer pela Boca

Intérprete Criadora: Giovanna Morelato

press to zoom
Still do videoclip Morrer pela Boca
Still do videoclip Morrer pela Boca

Intérprete Criadora: Giovanna Morelato

press to zoom
sttil do videoclip Morrer pela Boca
sttil do videoclip Morrer pela Boca

cena da performance de participação da artista Sarah Push

press to zoom